Inicio
Imprensa
Notícias
90% do entupimento em Volta Redonda tem relação com o mau uso da rede de esgoto

90% do entupimento em Volta Redonda tem relação com o mau uso da rede de esgoto

Diário do Vale
02/06/2014

Volta Redonda

Segundo o gerente de manutenção de água e esgoto do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Volta Redonda, Sérgio Henrique, a maioria das solicitações de serviço que chegam à autarquia, 90% delas, são referentes a problemas de entupimento da rede de esgoto. O problema de acordo com Sérgio é causado pelo mau uso do próprio usuário.

Entre os produtos que podem ser encontrados durante o trabalho do Saae, estão fraldas, absorventes, preservativos, roupas íntimas e até areia e pedras. Para tentar amenizar o problema, o Saae está alertando a população para que não façam do vaso sanitário ou da pia da cozinha, uma espécie de lixeira.

- 90% das ordens de serviços são culpa do usuário. A rede de esgoto é feita para passar apenas dejetos humanos, mas as pessoas usam de uma maneira errada. É como jogar lixo no rio. Uma hora ele vai voltar para a rua. Se usarem da forma correta, não entope nunca.

Acabamos fazendo um serviço desnecessário e gastando uma verba que poderia ser investida em melhorias no serviço da autarquia - afirmou Sérgio.

O gerente ainda comentou que algumas pessoas alegam que a manilha da rede de esgoto da casa delas não está adequada e não suporta os dejetos, no entanto, ele destacou que antes de serem instaladas, elas são calculadas sobre o dobro da demanda do loteamento.

- As nossas manilhas trabalham com meia sessão no máximo. Então não tem como entupir com o esgoto normal. O que acontece é que com a sujeira, ela acaba entupindo. Em muitos lugares, vemos uma manilha muito grande e apenas pouco esgoto caindo, pois a sujeira já entupiu ela - disse, lembrando ainda que existem casos em que a manilha precisa ser trocada, mas que eles são raros e que acontecem apenas quando elas quebram.

- O fio-dental, o cabelo, são coisas que não descem pela rede de esgoto e ficam aglomerando até formar uma grande bola e entupir a manilha. Os cotonetes, grampos são a mesma coisa. São pequenas coisas que todo mundo acha que não vai acontecer nada se jogarem no vaso, mas só que isso acumula, e traz um grande problema - alertou Sérgio.

Além do vaso sanitário, a pia da cozinha também é outro ponto que preocupa a autarquia. Gordura e o resto de comida das panelas também estão entre os dejetos despejados de forma errada na rede de esgoto.

Sérgio explicou que em relação à gordura, ela acaba solidificando e fechando a saída de esgoto, por isso, as caixas de gordura precisam ter uma atenção especial, principalmente nos estabelecimentos comerciais.

- Para o comércio criamos a Rede Limpa, onde obriga os estabelecimentos a terem uma caixa de gordura proporcional ao que o estabelecimento oferece. Por exemplo, se é uma lanchonete, tem que ter uma caixa de esgoto média, por causa da fritura dos salgados. Um restaurante tem uma maior por causa das comidas - exemplificou.

- Antigamente as casas não eram obrigadas a terem essa caixa de gordura, o que fazia a gordura ir direto para a rede de esgoto. Hoje em dia é uma exigência do Saae que as casas já sejam construídas com a caixa de gordura - completou.

Saae usa imagens para conscientizar

Para informar e conscientizar as pessoas sobre os perigos do mau uso da rede de esgoto, o Saae-VR está promovendo palestras nas escolas, que alertam sobre o uso correto da água e do esgoto.

- Fazemos essas palestras para as crianças e nelas expomos os problemas e explicamos qual é a maneira correta de usar o esgoto. Falamos o que deve ser jogado no vaso e também mostramos o que encontramos nas redes de esgoto da cidade. Dessa forma, estamos conscientizando as crianças e consequentemente elas irão passar isso para seus pais - destacou a assessora de marketing e meio ambiente do Saae, e responsável pelas palestras na escola, Cida Cury.

E a conscientização não fica apenas nas crianças. Após detectar materiais inadequados na rede de esgoto, o Saae tira fotos e as envia ao morador que pediu o serviço, mostrando que o problema foi causado pelo mau uso e não por culpa da autarquia. As associações de moradores também recebem uma cópia da foto para poderem mostrar a população do bairro que estão usando a rede de esgoto da maneira errada.

- O esgoto é tudo aquilo que já foi usado para algo. O que deve ser jogado no vaso são apenas os dejetos humanos e nada mais. Nem papel higiênico, apenas os biodegradáveis. Então, esse tipo de palestra se faz necessário para podermos mostrar qual é a maneira correta de usar a rede de esgoto - disse Cida.

Ela ainda destacou a importância das associações de moradores serem parceiras do Saae.

- Estamos à disposição das associações para realizarmos essas palestras para os moradores. Basta nos procurarem. A mesma coisa para as escolas. Essa aproximação é boa, pois mostramos para eles o que é errado, quais são as consequências desses erros e qual o correto a ser feito - enfatizou Cida.

Outras Notícias

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.