Inicio
Saneamento
Casos de Sucesso
Santos

Santos

Nos últimos anos, o Brasil vem ganhando notoriedade no cenário mundial como um país emergente, despontando como a 6ª maior economia mundial. Infelizmente, no que diz respeito ao fornecimento de serviços básicos a população, tais como água tratada, coleta e tratamento de esgotos, o Brasil também se destaca, porém trata-se de um destaque negativo.

Na contramão da maioria dos municípios brasileiros, que não conseguem atender grande parcela de sua população com esses serviços básicos, o município de Santos, no litoral de São Paulo, é um exemplo a ser seguido. Primeira colocada no Ranking do Saneamento do Instituto Trata Brasil, divulgado recentemente, a cidade conta com a universalização dos serviços de saneamento, com 100% de abastecimento de água e 99,2% de coleta de esgoto, sendo tratado 100% dos esgotos coletados.

Para acompanhar o crescimento populacional e o desenvolvimento econômico do município, a Sabesp, empresa responsável pelo fornecimento de água, coleta e tratamento dos esgotos, vem realizando investimentos contínuos nas últimas décadas. Segundo informações fornecidas pela própria operadora de saneamento, entre os anos de 2007 e 2010 foram investidos cerca de R$ 170 milhões em obras no sistema de abastecimento de abastecimento de água e R$ 200 milhões no esgotamento sanitário.

Além dos bons índices de atendimento de água tratado, coleta e tratamento dos esgotos, o município de Santos também apresenta bons índices de perdas de água. Hoje, o índice de perdas está na casa dos 10%, muito abaixo da média nacional (42%). Para alcançar estes índices, a operador investe na manutenção de sua rede, realizando a substituição de quilômetros de redes de água e troca de hidrômetros, além de fazer pesquisas para identificação de vazamentos. Segundo informações prestadas pela operadora, a equipe de caça-fraude atua para identificar irregularidades relacionadas ao consumo de água. Somente no ano de 2011, a operadora identificou 32 fraudes, representando 2 milhões de litros de águas desviados.

Além dos investimentos contínuos para combater as perdas de água, a operadora também investe continuamente na ampliação de seus sistemas em obras consideradas estruturantes, juntamente com ações preventivas de planejamento, que visam suprir as demandas dos novos empreendimentos. Com isso, a operadora busca manter o atendimento pleno no município nos próximos 20 a 30 anos.

A eficiência na gestão dos serviços de saneamento no município comprovam a importância do Plano Municipal de Saneamento Básico, exigência da Lei 11.445 de 2007. O município já conta com o plano, elaborado em parceria com o Governo do Estado e que contou com a participação da sociedade, através da realização de três audiências públicas. Para a operadora, o Plano é peça fundamental para o planejamento e elaboração das diretrizes estratégicas para o desenvolvimento sustentável da cidade nos próximos 30 anos.

Conscientização ambiental

Para garantir a eficiência dos investimentos realizados nas redes de água e esgotamento sanitário, a operadora de saneamento também atua na conscientização da população quando a sua colaboração do processo. Segundo informações prestadas pela operadora, são feitas ações de conscientização sobre a adaptação das tubulações internas dos imóveis para que o esgoto seja encaminhado corretamente à rede pública, sendo assim direcionado ao tratamento.

Além disso, a operadora também conta com programas de educação ambiental, como o Programa de Uso Racional da Água (PURA), que visa combater o desperdício orientando para as soluções que podem ser adotadas para diminuir o consumo de água; é o Programa de Reciclagem de Óleo (PROL), que alerta aos danos do despejo irregular de óleo de fritura ao meio ambiente.  

 

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.